terça-feira, 4 de setembro de 2012

Colecção Heróis Marvel #8 e #9: Hulk e Wolverine

Hulk - Tempest Fugit contém uma história em cinco partes com o mesmo título, em conjunto com três histórias sequenciais adicionais, com argumento do mesmo autor. Tenho que ser honesta - o Hulk como personagem nunca me atraiu muito. Por um lado, a vertente destrutiva e violenta do personagem estraga a meus olhos o seu potencial como herói; por outro, a ideia que as poucas coisas que li me transmitem afastam-no das suas influências duma maneira que não me agrada. Vagas e esquisitas, estas justificações, eu sei, mas estou com dificuldades em pôr em palavras o porquê de não ligar muito ao personagem.

O que não quer dizer que nas mãos do autor certo eu não goste. Gostei da sequência Tempest Fugit, com a sua sequência de sonho, a ilha, os monstros e os flashbacks para o passado do Bruce. Também gostei da arte. A história seguinte captou-me a atenção, com o Bruce Banner à procura da Betty, e teve um momento engraçado no fim. A arte, por outro lado, sofre daquela coisa que me irrita bastante - a coloração, que muda a cor do cabelo ou da roupa dum personagem de página para página.

Wolverine - Madripoor reúne 10 mini-histórias de 8 páginas do personagem na revista Marvel Comics Presents, mais as 5 primeiras histórias em nome próprio. Achei curioso ler as mini-histórias, que conseguem abarcar um arco narrativo, com mini~cliffhangers ao fim de cada 8 páginas. É mais interessante do que esperava ler o Wolverine em nome próprio, sem X-Men à mistura.

As 5 outras histórias compõem dois arcos narrativos, divididos em 3 e 2 histórias - o primeiro sobre uma espada misteriosa (gostei) e o segundo mete novos inimigos à mistura. No entanto, alguns personagens secundários, locais e temas repetem-se ao longo das 15 histórias, e há uma certa continuidade. A arte também tem aquela coloração irritante que muda de página para página, mas consegue-se notar o estilo distinto do artista.

Sem comentários:

Publicar um comentário