terça-feira, 8 de Março de 2011

A Eleita de Kushiel de Jacqueline Carey


Opinião: Ler este livro foi como voltar a casa. Nem me tinha dado conta de quantas saudades tinha deste mundo; e voltei a escorregar sem dificuldade para os seus meandros. Os pontos fortes da autora continuam lá, como a sua escrita deliciosa, maravilhosa e algo lírica; ou a sua capacidade de worldbuilding que se manifesta num mundo em que acabamos a desejar viver; ou a sua capacidade de abordar a sexualidade sem preconceitos; ou até a sua capacidade de desenvolver uma intriga que nos faz devorar as páginas.

Agora que já cantei as qualidades da autora, fiquei sem nada para dizer. Ou melhor, tenho muito a dizer sobre o enredo e os personagens, mas temo deixar aqui uns fortes spoilers. Vou tentar evitá-los. Para quem já leu o 1º volume, ou os primeiros dois em português, posso dizer que a situação revelada no fim é desenvolvida, pois a Phèdre podia lá ficar quieta?

O enredo desenvolve-se delirantemente a partir daí, com parte da história passando-se em Terre D'Ange, onde se pode matar saudades de alguns personagens favoritos e das peculiaridades dos D'Angelines; a outra parte passa por La Sereníssima, em que podemos conhecer outro tipo de sociedade diferentes dos D'Angelines, mas igualmente bem descrita.

Uma coisa que me deixou um pouco frustrada foram a Phèdre e o Joscelin. Adorei segui-los no (s) livro (s) anteriores, e foi muito divertido segui-los, mas este eles passaram-no a discutir, tanto que a certa altura só me apetecia bater as suas teimosas cabeças uma contra a outra até ganharem juizo. Eles adoram-se, mas não conseguem ultrapassar as suas diferenças, e isso acaba por os separar quando deviam, digamos, ter uma frente unida.

Quanto ao fim... Bem, só digo que ainda bem que esperei que o volume seguinte saísse, senão estaria a retorcer-me de curiosidade sobre o desenrolar da, digamos, situação final. Agora só me resta esperar pela encomenda.

Título original: Kushiel's Chosen [corresponde à 1ª parte do original] (2002)

Páginas: 368

Editora: Saída de Emergência

Tradutora: Teresa Martins de Carvalho

3 comentários:

  1. Tenho na estante, recém adquirido. Quero ler quando comprar A Promessa, mas não sei se me controlo *.*

    ResponderEliminar
  2. Preciso urgentemente deste livro.
    Apaixonei-me pela história nos dois primeiros livros, mas com tantos livros para ler cá na minha biblioteca, este vai ficando para trás.

    Boas leituras!

    ResponderEliminar
  3. @ Cat SaDiablo, força! Se fores comprar A Promessa ainda este mês, podes começar a ler já este e assim quando o outro chegar já estás preparada. ^^ Assim não há necessidade de te controlares. :P

    @ A minha biblioteca, se adoraste os primeiros dois, creio que este não lhes fica atrás, portanto quando tiveres oportunidade, lança-te a este e quem sabe ao seguinte, que sai este mês. ;)

    ResponderEliminar