sábado, 3 de Dezembro de 2011

Magia ao Vento, Christine Feehan


Opinião: Eu sei que isto é uma novela, por definição mais curta que um romance. Sei que foi publicada originalmente em conjunto com outras autoras, de modo a introduzir esta nova série da autora. Sei que, como introdução, as coisas ainda não estão provavelmente bem pensadas e que possivelmente devido a constrangimentos editorais a história possa não ter sido tão bem desenvolvida como numa romance, que é mais longo. Mas será que era preciso matar-me toda a vontade que tivesse em continuar a ler esta série?

Não houve nada que me fizesse embrenhar na história. As conversas entre personagens tinham "saltos" de temática sem explicação, gerando confusão. Os momentos entre os personagens principais e entre o grupo de irmãs pareceram-me tão... forçados.

O casal principal apaixona-se da noite para o dia e, pior, nem os vemos a apaixonar-se. Temos um momento à noite em que ela o salva, e depois temos um momento no dia seguinte em que ela diz às irmãs que gosta muito dele, que ficaram a noite toda a falar e se apaixonaram, blá blá blá... Será que esta autora nunca ouviu a expressão "show, don't tell"? Os personagens apenas nos dizem como se sentem, não nos mostram.

A cena de sexo... ugh, nem sei explicar bem o que havia de errado com aquilo. Parece que a autora decidiu juntar uma data de clichés a descrever sexo entre dois personagens e nem harmonizou aquilo de modo a fazer o leitor sentir algo com os personagens. Eu nem consegui ler a cena toda de uma vez, tinha de parar quase a cada parágrafo para revirar os olhos.

Suponho que hajam alguns pontos positivos neste desastre, como a ideia de ser uma série de romance paranormal com um grupo de mulheres como protagonistas, em vez de homens (exemplos: A Irmandade da Adaga Negra da J.R. Ward, Caçadores de Sombras da Sherrilyn Kenyon). Gostei da ideia de serem todas irmãs. Gostei de ver o tipo de poderes que têm e como influenciam a sua aldeia, mas ao mesmo tempo são cosmopolitas e viajam pelo mundo todo.

Enfim, suponho que outras pessoas possam vir a gostar, até porque o rating no Goodreads é bastante bom (3,95 - muito perto de 4). Talvez não estivesse na melhor altura para ler este livro, ou algo do género. Simplesmente, por este livro não leria o resto da série, se for tudo assim. Talvez se me emprestem pegue no segundo livro, mas provavelmente só quando me esquecer deste desastre.

Título original: Magic in the Wind (2005)

Páginas: 160

Editora: Saída de Emergência

Tradução: Nanci Marcelino

5 comentários:

  1. Really? Até o tinha na wishlist... *quickly removes it*

    ResponderEliminar
  2. O primeiro não é grande coisa sim. Acho que quando a Feehan criou a história era para ser somente da antologia (que foi de onde veio primeiro). Os outros ficam melhores conforme se vai avançando. A sequela da série só ainda tem um volume (o segundo deve sair no fim do mês) mas eu gostei imenso e aconselho a continuar.

    P.S.:Acho engraçado terem pegado nesta série e não na Ghostwalkers. Mas como não sou fã dos preços portugueses e perde-se muito em traduções tento comprar originais sempre.

    ResponderEliminar
  3. @ jen7waters, só recomendo veres (melhor, leres) por ti própria se conseguires emprestado ou em e-book ou assim. Neste momento não consigo recomendar comprá-lo. :/

    @ rainfreak, isso explica algumas coisas (o ser apenas uma história da antologia... imagino que depois é que evoluiu para uma série). É que a história pareceu-me tão mal preparada. :/

    As recomendações de que a série melhora sempre são um alívio, afinal achei tão giro o conceito do grupo de irmãs. Vou ver se arranjo emprestado. ;)

    Também achei curioso pegarem nesta série. Sempre achei que a ser traduzida esta autora, iam começar pelos "Carpathians", mas depois descobri que a Bertrand traduziu o 8º livro da série, o que não faz muito sentido, enfim.

    Pois, são desaires como este que me fazem perder a vontade de ler em português... ao menos em inglês não sinto que fui roubada. xD

    ResponderEliminar
  4. Eu costumo fazer uma coisa, que não se deve fazer - tiro da internet e leio. Quando gosto mesmo adiciono o livro a uma lista para comprar aos poucos. Na Fnac tenho tido bastante sorte (Viseu/Coimbra). Sou grande fã de Sherrylin Kenyon e sempre lá apanhei diferentes volumes aos poucos (uma vez cheguei a conseguir 5 por menos de 15€ ou assim).
    Ao menos assim tenho a certeza que não desperdiço dinheiro e serão livros que lerei outra vez :)

    ResponderEliminar
  5. Até compreendo, às vezes é preciso pensar bem naquilo que se compra em termos de livros, e assim pelo menos não sais desapontada, porque já conheces o livro. :)

    Já experimentaste o Book Depository? É bastante bom para comprar livros em inglês, se bem que essa promoção de 5 livros por 15€ bate tudo. ;)

    ResponderEliminar