segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Uma imagem vale mil palavras: Amanhecer parte I

Pergunto-me que loucura temporária é que me passou pelos neurónios para achar que era boa ideia ir ver isto no cinema. Acho que a única coisa boa deste filme foi fazer-me perceber porque é que eu tenho mais queda pela literatura do que pelo cinema. É que eu posso aturar muitas esquisitices quando estou a ler, mas que vistas em filme acabam por resultar tão, tão mal...

Sempre achei que este livro funcionaria bem dividido em dois, mas posso dizer que para o filme não gostei da divisão. O ritmo torna-se tão lento, com as cenas do casamento e da lua-de-mel, que quase me deixei dormir no cinema. Creio que fechei os olhos por segundos nalgumas cenas, nem que fosse para não ver certas coisas.

E, como disse, uma boa parte dos acontecimentos me soou a estranho, ou mesmo bizarro. (Acho que a audiência na sessão a que fui, para lidar com a bizarrice, passava o tempo a dar risinhos ou murmurar uns para os outros.) Nomeadamente, a lua de mel e a gravidez, que são grande parte do filme. O único elogio que posso fazer nestas cenas é a caracterização da Bella (Kristen Stewart), que com um bocadinho de computador parece mesmo uma grávida anorética que está a perder as forças por causa do bebé vampiro.

E por falar na Kristen, alguém faça alguma coisa aos músculos da cara daquela rapariga (tipo um anti-botox), que não fazem muito para expressar emoções. Vi finalmente o trailer do Snow White and the Huntsman antes deste filme, que até me estava a parecer giro, mas depois aparece-me a cara inexpressiva dela e eu: "damn! devo mesmo acreditar que ela é mais bonita que a Charlize?"

Curiosamente a cena do imprinting do Jacob com a Renesmee foi, de todas as coisas estranhas do livro, a que melhor foi transposta. Gostei que fizessem a citação do próprio Jacob quando ele fala do imprinting à Bella num livro/filme anterior, e de cruzarem com cenas da Renesmee mais velha.

Já que falo nos lobisomens, que preguiça foi aquela em os mostrarem? Gastaram o dinheiro para efeitos na Bella grávida? Porque, que eu tenha visto, só há uma cena a sério com eles. Nas outras, mostram os actores humanos a sair de cena e depois uns sons de patas a bater no chão, como se tivessem transformado fora de cena. Teria sido muito mais fixe vê-los a transformarem-se/destransformarem-se em cena...

Outra coisa em que parece que se gastou pouco dinheiro foi a banda sonora. Não houve nenhuma música que se destacasse no filme e marcasse alguma cena (assim como a "Supermassive Black Hole" dos Muse há de ficar sempre associada, para mim, ao basebol dos Cullen) - excepção feita a duas músicas que vêm do primeiro filme (e por isso não contam), "Flightless Bird, American Mouth" dos Iron & Wine, e a música instrumental dessa banda sonora (a melodia ao piano do Edward).

Os meus actores favoritos continuam a ser os que interpretam os papéis de Charlie (porque faz um papel deliciosamente awkward e engraçado como pai da Bella), Jacob (porque dá um ar adorável ao Jacob que nunca tinha considerado, e não, não estou a pensar nos abdominais do rapaz), e vá, os Cullen em geral, se bem que gostava que tivessem mais tempo de antena para decidir o meu favorito - acho que certos personagens perdem cenas e desenvolvimento com os filmes.

Quanto ao fim... a cena do parto foi de loucos, mas impressionante, transmitindo a dose certa de, digamos, horror. E a cena em que estamos à espera que a Bella faça a transformação/abra os olhos foi a única em que houve realmente silêncio no cinema. Afinal era tão simples causar uma impressão na audiência, não era?

Enfim, dei-me conta que continuo a usar o primeiro filme como padrão e que aquilo de que gostei nele foi-se perdendo de filme para filme. Tenho vindo a gostar cada vez menos dos filmes, e este foi o cúmulo. Espero que o filme seguinte seja um bocadito melhor, até porque em teoria tem cenas mais excitantes, mas ao mesmo tempo a cena final peca por falta de acção, por isso estou mesmo a ver que ainda me deixo dormir a meio daquilo que devia ser o clímax da saga. Mas como gosto de sofrer, estou a ver que vou ter de ir ver tal desgraça ao cinema.

5 comentários:

  1. Peço desculpa aos fãs, mas eu acho a Kristen uma pessima actriz...não consegue dialogar sem parecer forçado, não tem expressão, não parece à vontade em nenhuma cena...eu vi os dois filmes anteriores e achei mais útil poupar o dinheiro...o filme mais tarde ou mais cedo passa no videoclube...

    Fartei de rir quando li esses comentários sobre a Kristen ser mais bonita que a Charlize...tá tudo doido neste mundo lol

    ResponderEliminar
  2. Eu por acaso acho que este foi excelente, QUANDO COMPARADO COM O ECLIPSE.
    Ai nem me lembres, todas as cenas da Bella grávida incomodaram-me. Que impressão. Acho que este filme merece um prémio pelos efeitos especiais nessas partes. (E os make-up artists também.)
    E viste como o Robert fala tão bem português? fiquei parva!
    O melhor do filme é mesmo a cena dos discursos durante o casamento, chorei de me rir. O Charlie foi demais, e o Emmett!

    ResponderEliminar
  3. Sara, também não gosto mesmo nada da Kristen. Aliás, ultimamente ganhei-lhe uma irritação mesmo, porque parece que a vejo em todo o lado e ela não melhora como actriz. :|

    jen7waters, lol, também achei o Eclipse mauzinho, mas este para mim rebentou com a escala. :P
    Por acaso achei a primeira fala dele em português difícil de perceber, mas depois as outras foram muito boas, fiquei muito bem impressionada com o rapaz. ;)
    O casamento acabou por ser um ponto alto, lol, só o copo de água deu umas boas cenas para rir. Também me fartei de rir com a Jessica. ;)

    ResponderEliminar
  4. A Jessica também, é verdade. E quando ela e os outros amigos da escola estão a comentar o bolo de casamento.. e a dançar! *LOL* foram as melhores partes xD

    ResponderEliminar
  5. Website is very comprehensive and informative. I have enjoyed the visit. From www.rightshopping.in/g/itb.asp?C=Godrej-Kitchen-Appliances&b=Godrej&cid=6

    ResponderEliminar