terça-feira, 14 de outubro de 2014

Poisoned Apples, Christine Heppermann


Opinião: Normalmente não leio poesia. Uns quantos anos na escola a analisar poemas até à exaustão, linha a linha, letra a letra, sem grande abertura para desenvolver imaginação ou gosto pela coisa ou espírito crítico, fazem isso. Portanto, geralmente mantenho-me renitente a ler qualquer coisa em verso, mas depois de ouvir falar tanto sobre esta pequena colecção, arrisquei-me a lê-la.

É um conjunto de poemas interessante. A autora pega no imaginário dos contos de fadas em muitos dos poemas e reinterpreta essas histórias, contando-as do ponto de vista de raparigas e jovens mulheres do nosso tempo, e abordando uma série de temas com que se debatem no dia a dia: sexualidade, imagem corporal, sexismo, escola, amizade, e amor.

Acho que foi essa dualidade que me atraíu para os poemas e as histórias que contam. Diverti-me a explorá-los, perceber que contos representavam, que situações analisavam. Além disso, a autora escreve com um certo sentido de humor, que é delicioso de ler:


Os poemas são acompanhados de fotografias, muitas delas com um detalhe ou um ângulo que nos faz ficar a olhar para elas mais um pouco, e complementam bem os poemas que acompanham. Além disso, graficamente o livro é irrepreensível, pequenino, de capa dura, com as fotografias bem enquadradas para não se perderem pormenores. Só é pena que não seja a cores, porque se fossem como esta capa linda, com o Capuchinho Vermelho em destaque, seriam imagens magníficas de observar.

Fico satisfeita por me ter arriscado a ler o livro, porque valeu mesmo a pena lê-lo. Ainda agora, folheando-o, fui roubando uma e outra releitura de alguns poemas, porque dá para ir retirando outros aspectos e significados deles. É uma colectânea cativante, com uma perspectiva curiosa, e com o potencial para fazer reflectir um pouco. Agradou a esta novata em poesia, e tenho a certeza que hei de o folhear muitas vezes, espreitando um e outro poema, deliciando-me com a história contada em poucas linhas.

Páginas: 128

Editora: Greenwillow Books (HarperCollins)

Sem comentários:

Publicar um comentário